-->

Rolinhos de atum

... por TERTÚLIA DA SUSY em 26 de janeiro de 2015

E, se de repente tem visitas e não tem nada para fazer de entrada, tenha sempre umas conservas e uma massa folhada, que é meio caminho andado.


Ingredientes
600g de massa folhada retangular
4 latas de atum ao natural
200g de queijo ralado
100g de azeitonas pretas em rodelas
1 cebola picada
salsa picada q.b.
sal marinho Marnoto by Necton q.b.
pimenta Suldouro q.b.
1 gema
2 colheres (sopa) de leite
farinha para polvilhar

Preparação
Aqueça o forno a 180ºC.
Abra as latas de atum, verta a água e coloque numa taça. Desfaça-o com a ajuda de um garfo.
Pique a cebola e a salsa e adicione ao atum. Pique grosseiramente as azeitonas e junte também ao preparado.
Estique a massa folhada numa bancada, adicione o preparado e polvilhe com queijo ralado, deixando uma margem de 2 centímetros.
Misture bem a gema com o leite e pincele um pouco à volta da massa.
Enrole em forma de torta, pincele por cima da massa com a mistura do leite e gema. Corte depois em fatias, disponha-as num tabuleiro polvilhado com farinha e leve ao forno até que fiquem douradinhas. Depois retire e sirva decoradas a gosto.


Tempo de preparação: 25 minutos
Quantidade: 12 pessoas
Custo: económico
Grau de dificuldade: fácil (*)
Vegetariano: Não
Para crianças: Sim
Ingrediente principal: Atum em conserva

Bolo de alfarroba e gengibre

... por TERTÚLIA DA SUSY em 23 de janeiro de 2015

Um bolo que tem opiniões diversificadas, ora se gosta muito ora não se gosta nada.
Para os que gostam de bolos mais densos e com sabores mais rústicos...

Adaptado de
Teleculinária n.º1853, outubro 2014

Ingredientes
300g de açúcar
150g de farinha de trigo
100g de farinha de alfarroba
1dl de azeite
2,5dl de leite
4 ovos
2 colheres (sopa) de mel
1 colher (sobremesa) de gengibre em pó Suldouro
manteiga para untar
farinha para polvilhar
açúcar em pó para polvilhar


Preparação
Numa tigela, bata os ovos com o açúcar e o mel, depois adicione o azeite e o leite em fio, mexendo sempre.
Adicione a farinha de alfarroba e a farinha de trigo e o fermento ao preparado anterior com o gengibre, mexa tudo muito bem até obter uma massa homogénea.
Unte uma forma com manteiga, polvilhe com farinha e coloque o preparado no forno.
Coloque-a no forno pré-aquecido a 180ºC durante cerca de 40 minutos. Com um palito, verifique se está bem cozido, retire do forno e deixe arrefecer.
Depois desenforme e polvilhe com açúcar em pó.

Tempo de preparação: 1 hora
Quantidade: 8 pessoas
Custo: económico
Grau de dificuldade: fácil (*)
Vegetariano: Sim
Para crianças: Sim
Kcalorias: 438

Monte da Pestana Branco 2013

... por TERTÚLIA DA SUSY em 21 de janeiro de 2015

É um vinho Regional Alentejano, duma vinha de 50 hectares da zona de Estremoz com solo limo-argiloso.
Possui um grau alcoólico de 13,3%. As suas castas são Arinto, Antão Vaz e Viognier.
É um vinho de grande complexidade, onde sobressai a fruta e a frescura das castas. Na boca é revelador de boa acidez, com final agradável e intenso.
Deve ser servido à temperatura de 10-12ºC.
Este vinho estagiou 2 meses em garrafa e deve ser consumido enquanto jovem, no próprio ano ou no ano seguinte.
É ideal para acompanhar saladas, mariscos, peixes grelhados e aves ou mesmo só como aperitivo.



Este vinho, produzido pelo Monte Seis Reis foi distinguido com uma medalha de ouro no 1.º Concurso de Vinhos do Crédito Agrícola, organizado em parceria com a Associação de Escanções de Portugal.
O concurso decorreu nos passados dias 20 e 21 de novembro, na FIL, em Lisboa, durante a Feira Portugal Agro. No total participaram 175 produtores com 280 vinhos brancos e tintos de todo o país.
O vinho premiado é um vinho de perfil inovador, carismático, ousado e espontâneo e, certamente irá conquistar os apreciadores.
Aqui fica uma sugestão para a época Natalícia que se aproxima...



Gratinado de frango com brócolos e castanhas

... por TERTÚLIA DA SUSY em 19 de janeiro de 2015

Brócolos? Oh mãe, não gosto?
Quem é que se lembra de dizer isto aos pais quando era criança?
Pois é, mudam-se os tempos, mudam-se as vontades...

Os brócolos tiveram a sua origem na Europa e são cultivado há imenso tempo, desde a época do Império Romano, adaptando-se melhor a climas frios (18-23ºC).
São ricos em minerais - cálcio, ferro, zinco, sódio e cálcio - vitaminas - A, C, B1, B2, B6 E K - e fibra alimentar e possume cerca de 36Kcal por 100g.
São conhecidos pelas suas propriedades anticancerígenas e podem ser consumidos crus, cozidos e grelhados.

Adaptado de

Ingredientes
500g de brócolos
300g de castanhas (usei congeladas)
1dl de azeite
2 dentes de alho picados
1 cebola picada
4 peitos de frango
500g de molho béchamel
pão ralado q.b.
sal marinho Marnoto by Necton q.b.
pimenta Suldouro q.b.



Preparação
Lavar os brócolos e levar ao lume a cozer em água temperada com sal. Deixar arrefecer e cortar em pedaços pequenos. Reservar.
Cozer os peitos de frango em água e sal. Deixar arrefecer e desfiar. Reservar.
Cozer as castanhas, cortar em pedaços e reservar.
Refogar no azeite, a cebola e os dentes de alho. Juntar os brócolos, os peitos de frango e as castanhas. Envolver e temperar com sal e pimenta.
Misturar o preparado com o molho béchamel e envolver tudo.
Colocar este preparado num pirex e polvilhar com pão ralado.
Levar ao forno a gratinar a 200ºC.


Tempo de preparação: 1 hora
Quantidade: 3 pessoas
Custo: económico
Grau de dificuldade: fácil (*)
Vegetariano: Sim
Para crianças: Sim
Ingrediente principal: Brócolos

Bolo de sementes de abóbora com cenoura

... por TERTÚLIA DA SUSY em 16 de janeiro de 2015

Um bolo delicioso, muito rápido de preparar e com um interior super bonito. Levo este bolo para a festa do 2.º aniversário do blog Ponto de Rebuçado Receitas, da querida Maria João.
Espero que ela goste...

Adaptado de
Delicioso Piquenique, Isabel Zibaia Rafael

Ingredientes
250g de farinha com fermento
230g de açúcar amarelo
100g de sementes de abóbora trituradas
4 ovos
1,5dl de azeite
200g de cenoura ralada
Raspa de 1 laranja
1 pitada de sal Marnoto by Necton


Preparação
Bater os ovos com o azeite e o açúcar.
Acrescentar os restantes ingredientes e envolver muito bem.
Deitar o preparado num forma untada com manteiga, e levar ao forno pré-aquecido a 180ºC, durante 50 minutos.


Tempo de preparação: 40 minutos
Quantidade: 8 pessoas
Custo: económico
Grau de dificuldade: fácil (*)
Vegetariano: Sim
Para crianças: Sim
Ingrediente principal: Cenoura

Monte das Nogueiras Branco 2013

... por TERTÚLIA DA SUSY em 15 de janeiro de 2015

É um vinho Regional Alentejano, duma vinha de 50 hectares da zona de Estremoz com solo limo-argiloso.

Possui um grau alcoólico de 13,1% e as suas castas são Arinto e Antão-Vaz.
É um vinho aromático com alguma complexidade que, na boca é fresco, revela boa acidez e tem um final persistente.
Estagiou 1 mês em garrafa e deve ser consumido enquanto jovem, no próprio ano ou no seguinte.
É ideal para acompanhar saladas, mariscos e peixes grelhados e deve ser servido à temperatura de 10-12ºC.

Sugestões de acompanhamento:


Castas

Tinta Roriz ou Aragonez é uma das castas mais conhecidas da Península Ibérica. Originária de Espanha, onde toma o nome de Tempranillo. É uma casta muito adaptável a diferentes climas e solos, por isso o seu cultivo tem aumentado e alargado para as regiões do Dão, Ribatejo e Estremadura.
Para as características serem excelentes, a sua produção tem de ser controlada. As condições ideais são solos arenosos e argilo-calcários em climas quentes e secos, para que a produção seja menor e os bagos mais concentrados. Esta casta origina vinhos de elevado teor alcoólico, de baixa acidez e indicados para envelhecer, sendo muito resistentes à oxidação.

Trincadeira é conhecida também por Trincadeira Preta, Tinta Amarela, Espadeiro, Crato Preto, Preto Martinho, Mortágua e Rabo de Ovelha Tinto.
É uma variedade temperamental, uma casta de amores e ódios extremados, particularmente bem adaptada às regiões mais quentes do país. Especialmente vigorosa, necessita de vigília e refreio permanentes, de cuidados extremos no controlo da produção.
Dá corpo a vinhos aromáticos e frutados, tendencialmente florais, por vezes com apontamentos vegetais quando a maturação é deficiente.
Entre as suas distintivas e conveniências conta-se a elevada acidez natural, caraterística desejada e necessária nas terras quentes do Alentejo. Por tradição, a Trincadeira surge regularmente associada à casta Aragonês, um dos seus parceiros de eleição, formando um dos lotes mais complementares e felizes do Alentejo. Apesar de difícil e temperamental, é uma casta indispensável no Alentejo.

Risotto de cogumelos com açafrão

... por TERTÚLIA DA SUSY em 14 de janeiro de 2015

O açafrão é a especiaria mais cara do mundo!!!

Para obter 500 gramas de açafrão são necessárias mais de 250 mil flores.
Eu tive a sorte da minha maninha me trazer esta especiaria da Tailândia.


Ingredientes
250g de risotto
1 cebola picada
1 dente de alho picado
1 fio de azeite
vinho branco q.b.
sal marinho Necton by Marnoto
200g de cogumelos brancos laminados O Quintal
queijo parmesão ralado q.b.
pimenta Suldouro q.b.
caldo de legumes q.b.
açafrão em filamentos q.b.


Preparação
Fazer um refogado com o azeite, a cebola e o alho.
Quando a cebola começar a alourar, juntar o risotto e deixar também alourar. Adicionar o vinho branco e deixar o álcool evaporar. Adicionar os cogumelos e mexer de vez em quando.
Temperar com sal, pimenta e juntar o açafrão em filamentos.
Adicionar o caldo de legumes, sempre que necessário, cobrindo sempre o risotto.
Quando estiver cozido, desligar o lume e ligar com o queijo parmesão.
Decorar com filamentos de açafrão.

Tempo de preparação: 1 hora
Quantidade: 4 pessoas
Custo: económico
Grau de dificuldade: médio (**)
Vegetariano: Sim
Para crianças: Sim
Ingrediente principal: Risotto